Pinturas Mediúnica com Solange Giro

A reportagem de ISTOÉ presenciou uma manifestação mediúnica em Indaiatuba, interior de São Paulo. O tom de voz baixo e os gestos delicados de Solange Giro, 46 anos, sugeriam que ela carrega certa timidez ao expor a própria vida numa conversa com um estranho. Cerca de duas horas depois, porém, é difícil acreditar no que os olhos vêem. Diante de uma tela em branco, sobre uma mesa improvisada com dezenas de tubos de tinta, a mulher começa a pintar um quadro na seqüência de outro. O tempo gasto em cada um não passa de nove minutos. As obras são coloridas e harmoniosas.
“Nunca fiz aula de artes. Mal conseguia ajudar meus filhos com os desenhos da escola”, diz, minutos antes da apresentação. A discreta Solange dá lugar a uma pessoa que fala alto, canta e encara os interlocutores nos olhos, com ar desafiador.

A assinatura nas telas não leva seu nome, mas de artistas famosos – e já mortos –, como Monet, Mondrian e Tarsila do Amaral. Seria uma interpretação digna de uma atriz? Talvez. O que difere o momento de uma encenação é subjetivo e dá margem a dezenas de explicações – convincentes ou não. Talvez seja possível encontrar respostas no que a artista diz a cada uma das pessoas da platéia presenteadas com um dos dez quadros produzidos na noite.
Enquanto entregava a obra, ela desferia características e situações de vida de cada um absolutamente desconhecidas dela. O mentor que a guia é o médico holandês Ernst, que viveu no século XVII. A sensitiva garante que era ele, não ela, quem estava presente na pintura dos quadros.

PSICOPICTOGRAFIA
Milhares de quadros pintados

Criada numa família católica, Solange Giro, 46 anos, de Parapuã, interior de São Paulo, teve o primeiro contato com o espiritismo aos 20 anos, ao conhecer o marido. Ele, que perdera uma noiva, buscava o entendimento da morte. Já casada e com dois filhos, passou a sofrer de depressão. Encontrou alívio na desobsessão (trabalho que libertaria a pessoa de um espírito que a domina). A mediunidade dava os primeiros sinais. Logo passou a ouvir e ver espíritos.
O dom da psicografia veio em seguida. Era um treino para ser iniciada na pintura mediúnica. “Pintei cinco mil quadros no primeiro ano. Estão guardados. Não tive autorização para mostrálos”, conta Solange, que diz nunca ter estudado artes. Nos últimos 13 anos, ela recebeu aval de seu mentor para vender os quadros. O dinheiro é revertido para a caridade.

Renda para Caridade
As rendas arrecadadas de cada quadro são destinadas a obras assistenciais da Casa da Sopa que constam descrições e fotos dos trabalho praticados em prol da caridade no site de Solange em http://www.solangegiro.com.br/


Agenda em Ilhabela

Data: 01/04/2010 (Quinta-feira) - 20:30
Anfitrião: Marli aparecida dos Santos - Telefone 3894 1593 9714 8785
Endereço: Av. Riachuelo, 5401 - Praia do Julião - Ilhabela
Localização: Ilha Porto Imobiliaria    

Data: 05/04/10 (Segunda-feira) - 20:30
Anfitriã: Rosana Melsohn - Telefone: 12-3896-4032/12-9766-6619
Endereço: Rua Ver. Antônio Lourenço de Freitas, 24 - Cocaia - Ilhabela
Localização: Ao Lado Mercadinho Cocaia

Data: 06/04/2010 (Terça-feira) - 20:30
Anfitrião: Leila Rodrigues de Oliviera - Telefone 3894 1180 
Endereço: Alameda das Aroeira, 113 - Ponta da Sela - Ilhabela
Localização: Condominio Ponta da Sela